Rate this post

 Você já ouviu falar em um receiver ou amplificador de áudio? Se você possui um sistema de audiovisual ou deseja substituir e não sabe bem a diferença ou até mesmo o que é cada um, então você está no lugar certo! Quando se pensa em adquirir um sistema de audiovisual ou de reprodução de vídeos/áudios nem sempre o consumidor sabe ao certo a função de cada equipamento, ou ao menos a melhor forma de utilizá-los, sendo assim, vamos explicar o que é um receiver, e qual a melhor forma de utilizá-lo. Acompanhe: 

Afinal, o que é um Receiver?

 A palavra “receiver” vem do inglês, que significa “receptor”. No caso do receiver aplicado em um sistema audiovisual (como um home theater por exemplo), a especificação não se resume a isso, pois ele é o comando principal deste sistema. Isto porque é à partir do receiver que todas as conexões do sistema são realizadas. No caso do home theater em específico, o receiver será responsável pela conexão das caixas de som, Chromecast, Subwoofer, TV, entre outros. 

 No caso do receiver, é através dele também que sai o cabo HDMI que transmitirá a imagem para outro receptor. 

Principais Funções do Receiver

 O receiver, sendo o centro das conexões, possui a função principal de ampliar e também simplificar os sinais recebidos, de forma que sejam lidos e transmitidos de forma eficiente para os outros equipamentos que vão liberar o som/vídeo, como caixa de som, TV, computador, notebook, video game, home theater, entre outros. Resumidamente, o receiver é uma solução qualificada para distribuir os sinais para todos os aparelhos, sem deixar à mercê do controle do usuário.

 No caso da conexão HDMI, o receiver receberá através do cabo, onde irá interpretar o codec do áudio e identificando qual será o melhor formato do vídeo (um Dolby Atmos 5.1 canais, por exemplo). Após isso, quando a identificação do sistema é realizada, o receiver fará a distribuição de áudio por todos os canais, cada um com seu formato indicado. Ele irá processar e enviar a imagem para a TV, home theater ou qualquer outro aparelho. 

 Desta forma, todas as conexões acabarão ficando unificadas, e o controle também poderá ser unificado em apenas um aparelho de controle remoto (que vai permitir a alternação entre os equipamentos e escolher a imagem que vai para a TV/ E o som que vai para a caixa de som). Agora que você já entende melhor o que é um Receiver, vamos falar sobre as características do amplificador. Veja:

 O que é um amplificador?

 O amplificador, como o próprio nome diz é um equipamento utilizado para amplificar o áudio e enviar para caixas de som. É possível dizer que o próprio receiver contém um amplificador já incorporado, porém de forma mais tecnológica e com mais recursos aplicados. Sendo assim, já conseguimos notar que o receiver é um investimento interessante para um equipamento que vai disponibilizar qualidade e entretenimento sem que seja necessária uma instalação mais complicada.

Quais as principais funções do Amplificador?

 Como foi explicado anteriormente, o amplificador serve para amplificar sons e é utilizado principalmente em apresentação de músicas, palestras ou atras aplicações que usa somente som e não imagem. Se o foco for esse, o amplificador pode ser o ideal para sua escolha. Há diversos tipos, modelos e variações de amplificadores no mercado, podendo atender a demanda residencial ou também profissional. Porém, se o seu foco não é somente a amplificação do som, mas precisa de um equipamento mais completo, aí voltamos para o receiver. 

Qual é o melhor receiver?

A melhor forma de escolher um receiver é optando por aquele que entrega aquilo que você precisa, no caso. Se sua aplicação for mais simples, como um sistema 5.1, por exemplo, sua aplicação mais complexa e desenvolvida seria desperdiçada, havendo assim um gasto desnecessário. Para entender melhor o nível de complexidade do Receiver, entenda as funções que poderão vir inclusas no equipamento:

– Controle através de assistentes virtuais (Alexa, Google Assistent, etc);

– Aplicativos;

– Plataformas de Streaming;

– Capacidade de Auto Calibragem;

– Entrada de rede, etc.

 Mas se atente! Caso você pretenda investir em um receiver, analise a marca e aplicação para não ter um gasto muito superior do que você realmente necessitaria ao escolher o modelo, e principalmente: muito cuidado se comprar um receiver usado! Isso porque o receiver pode ter a tecnologia desatualizada ou até mesmo ter a garantia vencida. Outra coisa, não confie em receivers muito baratos, pois podem vir de comércios ou fontes não tão confiáveis, e prefira comprar produtos originais, por você ainda possuir a garantia e suporte caso seja necessário.

Concluindo, o receiver é a parte mais importante do sistema de audiovisual, e ele recebe e transfere toda captação de sinais de áudio e de som, enviando-os para cada aparelho, certificando a facilidade na hora em que cada um for utilizado, pois estarão centralizados. É um equipamento que sempre está sendo atualizado e pode ser compatível com diversas tecnologias. Se atente na hora de decidir entre um receiver e um amplificador, e não deixe de buscar por referências também do local que irá realizar a compra. Ficou alguma dúvida referente a estas tecnologias? Deixe o seu comentário ou entre em contato conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.